quinta-feira, 21 de novembro de 2013

TRUFA AFRODISÍACA

       397413_10151646745400479_1800214870_n            
          INGREDIENTES

  • Massa
  • 1 lata(s) de creme de leite sem soro
  • 2 1/2 xícara(s) (chá) de chocolate ao leite picado(s)
  • 2 colher(es) (sopa) de rum
  • Recheio
  • 1 lata(s) de leite condensado
  • 1 colher(es) (sopa) de margarina Qualy
  • Sadia
  • 0,3 xícara(s) (chá) de suco de laranja
  • 2 colher(es) (sopa) de gengibre ralado(s)
  • Cobertura
  • 1 kg de chocolate ao leite fracionado


           MODO DE  PREPARAR
     

        Massa

  • Leve ao fogo o creme de leite até levantar fervura.
  • Misture com o chocolate ao leite até que este derreta completamente.
  • Junte o rum e mexa até ficar homogêneo. Leve à geladeira por cerca de 3 horas para firmar. Passe para o saco de confeitar e reserve.
  • Recheio
  • Misture todos os ingredientes do recheio em uma panela e leve ao fogo brando. Mexa até ficar pastoso.
  • Cobertura
  • derreta o chocolate conforme as instruções da embalagem e, com uma concha, coloque um pouco nas cavidades das formas para trufas ou de bombom. Bata levemente para retirar bolhas, gire a forma para
  • cobrir por igual e vire para retirar o excesso de cobertura. Raspe a forma com uma espátula e coloque-a sobre duas réguas com a parte aberta para baixo por cerca de 5 minutos ou até iniciar a
  • cristalização. Com a espátula, raspe a forma e as bordas das cavidades para tirar o excedente de cobertura.
  • Montagem
  • Coloque o recheio com uma colher e preencha o restante com a massa trufada quase até a borda. Regue o chocolate por cima e raspe com uma espátula para fechar as trufas. Leve à geladeira para finalizar a cristalização.
  • Desmolde e utilize uma embalagem própria para trufas.
  • Se desejar, pode substituir o rum por conhaque

Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

A HISTÓRIA DE UM BEIJA FLOR

VÍDEO MUITO BONITO


video
ESTA É A HISTÓRIA DE UM FILHOTE DE BEIJA FLOR

Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

terça-feira, 19 de novembro de 2013

MALÁSIA - UM PARAÍSO

                      Malasia

Se você está pensando em ter um feriado cheio de aventuras emocionantes, certamente, a Malásia é o lugar que você estava procurando.
Com suas belas paisagens e clima tropical, Malásia é, sem dúvida, um dos melhores lugares para passar um momento relaxante com a natureza e descobrir uma cultura diferente e peculiar. 
Agora que você está determinado a conhecer este magnífico destino, apresentamos o top 3 dos lugares que você não pode perder na Costa Leste e Oeste da Malásia

                Kuala-Lumpur
                                            Kuala Lumpur

Kuala Lumpur é uma cidade construída sobre uma cultura cheia de tesouros para descobrir. 
O clima quente e úmido durante todo o ano, faz desta metrópole um destino que pode ser visitado em qualquer época do ano. 
Além disso, ela oferece uma arquitetura moderna que é apreciado no seu máximo com as famosas Petronas Twin Towers , Com uma altura de 452 metros  é um símbolo de Kuala Lumpur . 
Outras atrações de Kuala Lumpur são os seus jardins botânicos, Nos mercados se encontram artesanato local, a total segurança no comercio fazem a cidade de Kuala Lumpur uma parada obrigatória para quem viaja.

               Ilhas-Perhentian
                                        Ilhas Perhetian


Ilhas Perhetian são um pequeno grupo de ilhas que capta a atenção por ter uma beleza especial e elegância.
Localizado na região oeste da Malásia, são um grupo de ilhas cercadas por corais, o que torna o mergulho é uma atividade obrigatória.
Localizado no estado de Terengganu , as Ilhas Perhentiancertamente são uma maravilha da natureza que tem uma beleza cativante. Este lugar é ideal para umas férias tranquilas e relaxantes.
Assim você sabe que ser for se bronzear na praia ou fazer esqui aquático, as Ilhas Perhentian são o destino designado para você.

                    Caves da Malásia Atrações Turísticas
                                     Sarawak Ilha de Bornéu
Sarawak localizado a oeste da Malásia é uma terra de cavernas, por isso, se for visitar a Malásia,você não pode perder esta viagem para visitar as Caves Mulu , localizado ao norte de Sarawak . Este lugar tem mais de 300 quilômetros de vista de cavernas.
Cerca de 100 km encontre o Parque Nacional Gunung Mulu que oferece uma variedade única de cavernas, algumas das quais são recorde mundial por ser o maior e longo prazo para ser encontrada na Terra.
Se a viagem e aventura é o que você estava procurando, a recomendação é, visitar o parque nacional de Gunung Malu , que também tem uma flora impressionantes, o que irá se tornar uma das experiências que você nunca vai esquecer.

Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

terça-feira, 12 de novembro de 2013

NINGUÉM É SUPERIOR A NINGUÉM.

                    

Certo dia, uma mulher avistou um mendigo, sentado numa calçada. Aproximou-se dele e, como o pobre coitado já estava acostumado a ser chacoteado por todos, a ignorou... 

Um policia, observando a cena, aproximou-se: - Ele está incomodando a senhora? Ela respondeu: - De modo algum. Eu é que estou tentando levá-lo até aquele restaurante, pois vejo que está com fome e até sem forças para se levantar. 

O senhor poderia me ajudar? Rapidamente, o policia a ajudou e o pobre homem não queria ir, pois não acreditava que isso estava acontecendo. 

Chegando ao restaurante o garçom que foi atendê-los disse, sem pestanejar: - Desculpe Senhora, mas ele não pode ficar aqui. Vai afastar os meus clientes!!! 

A mulher abaixou e levantou os olhos e disse: - Sabe aquela empresa ali em frente? Três vezes por semana os diretores de lá, juntamente com clientes, vêm fazer reuniões neste restaurante e sei que o dinheiro que deixam aqui é o que mantém este restaurante. 

Pois eu sou a proprietária daquela empresa. Posso fazer a refeição aqui com o meu amigo ou não? O garçom fez um gesto positivo com a cabeça. 

O policial que estava de longe observando ficou boquiaberto e o pobre homem deixou cair uma lágrima de seus sofridos olhos.

 Quando o garçom se afastou, o homem disse: - Obrigado Senhora, mas não entendo esse gesto de bondade. Ela segurou nas suas mãos e disse: - Não se lembra de mim, João? - Me parece familiar - respondeu - mas não me lembro de onde. 

Ela, com lágrimas nos olhos, disse: - Há algum tempo atrás, eu vim para esta cidade sem nenhum dinheiro no bolso. Estava com muita fome... Sentei-me naquela praça, aqui em frente, porque tinha uma entrevista de emprego naquela empresa que hoje é minha. 

Quando se aproximou de mim, um homem, com um olhar generoso. Lembra-se agora João? Ele, em lágrimas, afirmou que sim.

 - Na época, o senhor trabalhava aqui, nesse restaurante. Naquele dia fiz a melhor refeição da minha vida - eu estava com muita fome. Toda hora eu olhava para o senhor, pois estava com medo de prejudicá-lo por comer de graça. Foi quando vi o senhor a tirar dinheiro do seu bolso e colocar na caixa do restaurante. Fiquei mais aliviada e sabia que um dia poderia retribuir. Alimentei-me e fui com mais forças para a minha entrevista. 

Na época, a empresa ainda era pequena... Passei na entrevista, especializei-me, ganhei muito dinheiro, acabei comprando algumas ações da empresa e, com o passar do tempo, comprei-a e fiz a empresa ser o que ela é hoje. 

Procurei pelo senhor, mas nunca o encontrei... Até que hoje o vi nessa situação. 

Hoje, o senhor não dorme mais na rua! Vai comigo para a minha casa... Amanhã, compraremos roupas novas, e o senhor vai trabalhar comigo! 

Se abraçaram, chorando. O policial, o garçom e as demais pessoas que viram essa cena, emocionaram-se diante da grande Lição de vida, que tinham acabado de presenciar!!! 

MORAL DA HISTÓRIA: Hoje eu preciso... Amanhã pode ser você. Faça sempre o BEM... Um dia ele retornará em dobro para você.

Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

sábado, 9 de novembro de 2013

DISCRIMINADO PELAS AUTORIDADES

                         
                                 Meu Nome é: Ives Gandra da Silva Martins


Não Sou: 
- Nem Negro, Nem Homossexual, Nem Índio, Nem Assaltante, Nem Guerrilheiro, Nem Invasor De Terras. Como faço para viver no Brasil nos dias atuais? Na verdade eu sou branco, honesto, professor, advogado, contribuinte, eleitor, hétero... E tudo isso para quê?
Hoje, tenho eu a impressão de que no Brasil o "cidadão comum e branco" é agressivamente discriminado pelas autoridades governamentais constituídas e pelalegislação infraconstitucional, a favor de outros cidadãos, desde que eles sejam índios, afrodescendentes, sem terra, homossexuais ou se autodeclarem pertencentes a minorias submetidas a possíveis preconceitos.

Assim é que, se um branco, um índio e um afrodescendente tiverem a mesma nota em um vestibular, ou seja, um pouco acima da linha de corte para ingresso nas Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de imediato, a favor de um deles! Em igualdade de condições, o branco hoje é um cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior (Carta Magna).

Os índios, que pela Constituição (art. 231) só deveriam ter direito às terras que eles ocupassem em 05 de outubro de 1988, por lei infraconstitucional passaram a ter direito a terras que ocuparam no passado, e ponham passado nisso. Assim, menos de 450 mil índios brasileiros - não contando os argentinos, bolivianos, paraguaios, uruguaios que pretendem ser beneficiados também por tabela - passaram a ser donos de mais de 15% de todo o território nacional, enquanto os outros 195 milhões de habitantes dispõem apenas de 85% do restante dele. Nessa exegese equivocada da Lei Suprema, todos os brasileiros não-índios foram discriminados.

Aos 'quilombolas', que deveriam ser apenas aqueles descendentes dos participantes de quilombos, e não todos os afrodescendentes, em geral, que vivem em torno daquelas antigas comunidades, tem sido destinada, também, parcela de território consideravelmente maior do que a Constituição Federal permite (art. 68 ADCT), em clara discriminação ao cidadão que não se enquadra nesse conceito.

Os homossexuais obtiveram do Presidente Lula e da Ministra Dilma Roussef o direito de ter um Congresso e Seminários financiados por dinheiro público, para
realçar as suas tendências - algo que um cidadão comum jamais conseguiria do Governo!

Os invasores de terras, que matam, destroem e violentam, diariamente, a Constituição, vão passar a ter aposentadoria, num reconhecimento explícito de que este governo considera, mais que legítima, digamos justa e meritória, a conduta consistente em agredir o direito. Trata-se de clara discriminação em relação ao cidadão comum, desempregado, que não tem esse 'privilégio', simplesmente porque esse cumpre a lei..

Desertores, terroristas, assaltantes de bancos e assassinos que, no passado, participaram da guerrilha, garantem a seus descendentes polpudas indenizações,
pagas pelos contribuintes brasileiros. Está, hoje, em torno de R$ 4 bilhões de reais o que é retirado dos pagadores de tributos para 'ressarcir' aqueles que resolveram pegar em armas contra o governo militar ou se disseram perseguidos.

E são tantas as discriminações, que chegou a hora de se perguntar: de que vale o inciso IV, do art. 3º, da Lei Suprema?

Como modesto professor, advogado, cidadão comum e além disso branco, sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço nesta sociedade, em terra de castas e
privilégios, deste governo.

(*Ives Gandra da Silva Martins, é um renomado professor emérito das Universidades Mackenzie e UNIFMU e da Escola de Comando e Estado Maior do Exército Brasileiro e Presidente do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do Comércio do Estado de São Paulo).

Para os que desconhecem o Inciso IV, do art. 3°, da Constituição Federal a que se refere o Dr. Ives Granda, eis sua íntegra: 
"Promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação."


Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

DIVISÃO NAS IGREJAS

                                           

Divisão nas igrejas afeta a vida e o ministério dos membros

As diferenças e rupturas de ministérios geram traumas e causam até o esfriamento espiritual dos fiéis.

Nos últimos anos é possível perceber o aumento de igrejas que nascem da divisão de outras igrejas, até mesmo as mais tradicionais se formaram ou sofreram rupturas. Esse fato tem um lado positivo que é o aumento de ministérios para proclamar a Palavra de Deus, mas por outro lado essas dissensões causam traumas na vida dos fieis gerando até a morte espiritual, segundo diz teólogos.

Existem diversas razões para haver um racha em uma denominação, desde a vaidade pessoal dos líderes até insubordinação, dificuldades de se trabalhar em equipe e interesses pessoais nocivos. Mas também há divergências teológicas ou de vocações ministeriais legítimas, que são sufocadas por lideranças centralizadoras. "Dificilmente, a divisão é provocada por uma ovelha, mas quase sempre por um pastor ou líder", 

Qualquer que seja os motivos, a divisão de uma igreja sempre gera verdadeiros traumas emocionais e de fé nos membros que são os que mais sofrem nessas situações. "Toda ruptura, quer seja pessoal ou institucional, sempre causa algum tipo de trauma emocional, psicológico, social, e, no caso da igreja, um espiritual".


Esse processo é como um divórcio. "Trata-se de um divórcio eclesiástico, que afeta profundamente a história e a identidade de um povo, removendo as suas bases e criando um grande vazio existencial por um longo tempo."

Esses traumas podem criar grandes males espirituais para os membros de uma igreja que se fragmenta - "Embora, em alguns casos, a divisão seja até necessária", 

Nesses casos levantar as questões de maneira pública não é o melhor caminho. "As demandas e questões que suscitam divisões denominacionais  precisam ser tratadas pelos líderes com sabedoria, temor, respeito e amor cristão."

Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas


COMO EVITAR O ESFRIAMENTO



E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo. S. Mat. 24:12 e 13.


Em 1776, James Cook, famoso explorador e capitão da marinha britânica, foi encarregado por seu país de liderar uma expedição com o fim de verificar se havia mesmo ou não uma passagem navegável entre os oceanos Atlântico e Pacífico, via costa norte do Canadá. A expedição zarpou de Plymouth, Inglaterra, no dia 12 de julho de 1776. Entre seus integrantes estava o Dr. Solander, um naturalista sueco, cuja responsabilidade era fazer observações científicas da flora e fauna encontradas ao longo do caminho.

No outono de 1779, a expedição pesquisou a área em torno do Estreito de Bering. Ali um grupo, sob o comando do tenente Hodder, e incluindo o Dr. Solander, armou um acampamento e dirigiu-se para o interior. Uma prematura tempestade de inverno apanhou de surpresa aqueles homens longe do acampamento, ameaçando-os de morrerem congelados. Devido à sua experiência com temperaturas baixas em seu país natal, a Suécia, o Dr. Solander reuniu os homens e advertiu-os acerca dos perigos da hipotermia.

- Precisamos resolutamente voltar ao acampamento sem uma única parada - disse ele. - Nosso grande perigo é adormecer e não acordar nunca mais.

- Mas acho que ficaremos terrivelmente cansados - comentou Hodder.

- É lógico que vamos ficar - disse Solander. - Quando o sangue começar a esfriar, os homens implorarão um pouco de descanso. Não permita que se detenham uma só vez. Incite-os com golpes, com baionetas, se for preciso. Ceder ao desejo de dormir será fatal.
Os membros do grupo de Hodder atenderam à admoestação do doutor e voltaram ao acampamento sem perder um homem.
Jesus advertiu-nos de que, ao aproximar-se o fim dos tempos, a iniqüidade aumentaria e o amor de muitos de Seus seguidores ficaria frio, ao assimilarem o espírito do mundo ao seu redor. Vemos que isso ocorre hoje: cristãos adormecendo enquanto se conformam mais e mais com o mundo.

O que podemos fazer individualmente para evitar esse fim triste? Resolutamente encaminhar-nos para Sião, enquanto animamos outros ao longo do caminho por nosso exemplo.
Clic no marcador e veja reunidas todas as postagens relacionadas

contador gratis