segunda-feira, 12 de junho de 2017

SINUSITE

Getty Images

Sinusite: sintomas, tratamentos e causas

O que é Sinusite?

Sinônimos: infecção dos seios nasais
Sinusite é uma inflamação da mucosa dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos. A doença pode ser secundária a uma infecção, quadro alérgico ou qualquer fator que atrapalhe a correta drenagem de secreção dos seios da face. O nome mais utilizado para esse problema é rinossinusite, pois o processo inflamatório atinge tanto a mucosa dos seios da face como a mucosa nasal.

Causas

A sinusite tanto pode ser causada por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus, quanto por fatores alérgicos. Poeira, choque térmico e cheiros ativos são listados como desencadeadores da rinopatia alérgica. Exposição a determinados agentes químicos e alterações na anatomia nasal ou dos seios da face fazem parte do outro grupo de responsáveis pela sinusite. Há ainda, casos mais raros que levam à sinusite, como a presença de um tumor.
A sinusite pode ser:
  • Aguda, quando os sintomas estão presentes por um período inferior a 12 semanas
  • Crônica, quando o inchaço e a inflamação dos seios nasais estão presentes por mais de 12 semanas.

Fatores de risco

  • As causas mais comuns de sinusite crônica incluem:
    • Pólipos nasais: crescimentos de tecido na área que podem bloquear as passagens nasais ou seios
    • Reações alérgicas: a sinusite pode ser causada pela exposição do paciente à substância transportada pelo ar, como ácaros e poeira, poluição, pólen, mofo, pelos de animais, fumaça de cigarro e partículas de insetos. Substâncias químicas como tinta, desinfetantes e produtos de limpeza também podem desencadear o quadro
    • Alergias: outras doenças alérgicas, como rinite e asma, podem favorecer um quadro de sinusite. A inflamação que ocorre com as alergias podem bloquear seus seios nasais
    • Desvio de septo nasal: quando a parede entre as narinas não está alinhada, pode haver restrição ou bloqueio das passagens no seio nasal
    • Trauma na face: um osso facial fraturado ou quebrado pode causar obstrução das vias nasais
    • Doenças que afetam a imunidade: complicações de fibrose cística, refluxo gastroesofágicoAIDS e outras doenças relacionadas com o sistema imunológico podem resultar na obstrução nasal
    • Infecções respiratórias: gripe, resfriado e outras doenças do trato respiratório podem inflamar e engrossar as membranas sinusais, bloqueando a drenagem de muco e criando condições favoráveis para o crescimento de bactérias. Essas infecções podem ser virais, bacterianas ou por fungos
    • Células do sistema imunológico: em certas condições de saúde, as células do sistema imunológico chamadas eosinófilos pode causar inflamação dos seios
    • Doenças que impedem que os cílios dos seios nasais se movam adequadamente, como a síndrome de Kartagener ou a síndrome dos cílios imóveis
    • Alterações de altitude (voar ou mergulhar)
    • Tabagismo
    • Infecções odontológicas que causem obstrução dos seios nasais.

Sintomas de Sinusite

    • A sinusite crônica e sinusite aguda têm sinais e sintomas semelhantes, mas a sinusite aguda é uma infecção temporária dos seios muitas vezes associada a um resfriado. Já a rinossinusite crônica corresponde a um processo inflamatório com duração prolongada (maior que 12 semanas) podendo ainda ser classificada em rinossinusite crônica com polipose e rinossinusite crônica sem polipose. 
      Obstrução nasal ou secreção nasal associados a pelo menos um dos sintomas:
      • Pressão ou dor facial
      • Redução ou perda do olfato
      • Associado a alterações tomográficas ou evidenciadas por exame de videonasofibroscopia
      • Com duração maior que 12 semanas.

      • Outros sinais e sintomas podem incluir:
        • Dor de ouvido
        • Dores no maxilar superior e dentes
        • Tosse, que pode ser pior durante a noite
        • Garganta inflamada
        • Mau hálito (halitose)
        • Fadiga ou irritabilidade
        • Náusea.
        Os sinais e sintomas de sinusite crônica são semelhantes à sinusite aguda, exceto que eles duram mais tempo e muitas vezes causam mais fadiga. Febre não é um sinal comum de sinusite.
      • Outros sinais e sintomas podem incluir:
        • Dor de ouvido
        • Dores no maxilar superior e dentes
        • Tosse, que pode ser pior durante a noite
        • Garganta inflamada
        • Mau hálito (halitose)
        • Fadiga ou irritabilidade
        • Náusea.
        Os sinais e sintomas de sinusite crônica são semelhantes à sinusite aguda, exceto que eles duram mais tempo e muitas vezes causam mais fadiga. Febre não é um sinal comum de sinusite.
    • Para o diagnóstico de rinossinusite crônica devemos ter dois ou mais dos seguintes sinais:

Endoscopia nasal

      • Um tubo fino e flexível (endoscópio) com uma luz de fibra óptica na ponta é introduzido pelo nariz, possibilitando ao médico inspecionar visualmente o interior de seus seios nasais. Isso também é conhecido como rinoscopia.

Exames de imagem

      • Tomografias computadorizadas (TC) e podem mostrar detalhes de seus seios e área nasal. Eles podem identificar uma inflamação profunda ou obstrução física que é difícil de detectar usando um endoscópio. Além disso, esses exames avaliam a anatomia dos seios nasais, podendo indicar a necessidade de cirurgia. RX de seios da face não permitem uma avaliação adequada dos quadros de rinossinusite.

Culturas nasais

      • São geralmente desnecessários para o diagnóstico de sinusite crônica. No entanto, nos casos em que a condição não responde ao tratamento, analisar os tecidos nasais pode ajudar a identificar a causa, como bactérias ou fungos. Examinar os cílios nasais e se eles funcionam corretamente também é uma opção.

Testes de alergia

      • Se o médico suspeitar que a doença seja causada por alergias, um teste de alergia de pele pode ser recomendado. São exames que ajudam a identificar o alérgeno responsável por sua sinusite.

Outros exames

      • O médico também pode pedir exames de sangue, para detectar doenças que afetam a imunidade, e exames de cloro no suor, para detectar fibrose cística.

Tratamento de Sinusite

      • Alguns tratamentos são recomendados para ajudar a aliviar os sintomas da sinusite. Estes incluem:

Solução salina

      • A mistura de água e sal ajuda a dissolver as secreções nasais. Você pode inalar a solução salina ou pingá-la em seu nariz. O ideal é misturar uma colher de chá de sal para cada litro de água.

Corticoides nasais

      • Sprays nasais ajudam a prevenir e tratar a inflamação. Exemplos incluem fluticasona, budesonida, triamcinolona, mometasona e beclometasona. Você pode precisar usar esses medicamentos durante vários dias ou semanas antes que eles atinjam o seu máximo benefício. Ao contrário de corticosteroides orais, esses medicamentos têm um risco relativamente baixo de efeitos colaterais e são geralmente seguros para uso contínuo, uma vez que agem diretamente nos sinos nasais, em vez de passarem primeiro pela corrente sanguínea.

Corticosteroides orais ou injetáveis

      • Estes medicamentos são utilizados para aliviar a inflamação de sinusite grave, especialmente se você também tem pólipos nasais. Exemplos incluem a prednisona e a metilprednisolona. Corticosteroides orais podem causar sérios efeitos colaterais quando usados durantes longos períodos, por isso eles são indicados apenas para tratar sintomas graves.

Descongestionantes

      • Estes medicamentos estão disponíveis nas farmácias em forma de comprimidos, líquidos ou sprays nasais. Esses medicamentos são geralmente ministrados por alguns dias no máximo, caso contrário podem causar efeito rebote, levando ao aparecimento de um congestionamento mais grave.

Antibióticos

      • Os antibióticos são necessários para sinusite se você tiver uma infecção bacteriana. No entanto, a sinusite crônica é muitas vezes causada por algo diferente de bactérias, por isso, os antibióticos nem sempre ajudam. Na dúvida, converse com o médico.

Cirurgia

      • Nos casos em que a sinusite resiste ao tratamento, a cirurgia endoscópica pode ser uma opção. Para esse procedimento, o médico utiliza um endoscópio (tubo fino e flexível com uma luz ligada na ponta) para explorar suas passagens nasais. Então, dependendo da fonte de obstrução, o médico pode utilizar vários instrumentos para remover o tecido ou raspar um pólipo que está causando a obstrução nasal. Ampliar a abertura do seio estreito também pode ser uma opção.
      • Clic  no marcador e veja reunidas todas as  postagens relacionadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário


contador gratis